terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Rumo

Os meus pés nunca mais tocaram no chao
Os meus olhos nao vêm nenhuma direcção
As minhas maos nunca mais te sentiram
Da minha boca saiem coisas sem sentido
Tu eras o meu farol, meu porto de abrigo
E hoje estou perdido!!

2 comentários:

Carlinhos :P disse...

Tu eras o meu farol, meu porto de abrigo
E hoje estou perdido!!

Ficaste flashada?
LOL
Não sei qual é a ideia de ter um blog com poemas, é que se fosse com poemas maus... Agora ter um blog para pôr poemas bons...

Gostei muito do que li. Espero que este teu sentimento de perda acabe e consigas encontrar alguma "luz" no teu coração. :P
Beijos tola!

Hugo disse...

tas no curso errado! Pronto, tu depois queres vir trabalhar cmg, eu sei!